Anuidade - Pessoa Física




O CRP SP agora disponibiliza os boletos on-line, no site. Não enviará boleto físico via Correios. Fique atenta/o, evite golpes e fraudes! 

Informamos que o sistema de emissão dos boletos está normalizado após erro na aplicação do desconto de 10% na cota única.

Caso você tenha efetuado o pagamento do boleto de cota única sem o desconto aplicado, solicite o ressarcimento pelo e-mail [email protected]. O assunto do e-mail deve ser "Anuidade 2022 – Ressarcimento 10%".

Envie no anexo do e-mail:
- O requerimento de ressarcimento (disponível em .pdf, aqui; e em .doc, aqui) preenchido e assinado (para fazer download do requerimento em formato .doc, clique no link com o botão direito do mouse e em "salvar link como...");
- O boleto utilizado para o pagamento; 
- O comprovante de pagamento. Importante: não será aceito comprovante de agendamento do pagamento.

 

 

Parcela única de R$ 483,70 ou cinco parcelas de R$ 96,74.

 

Cota única: Pagamento da anuidade em parcela única, com os descontos abaixo.

  • Até 31 de janeiro, com 10% de desconto;

  • até 28 de fevereiro, com 5% de desconto;

  • até 31 de março, prazo final para pagamento da cota única, sem desconto.


Pagamento parcelado: Em cinco vezes (janeiro, fevereiro, março, abril e maio do ano corrente), seguindo os prazos…

  • 1ª parcela: vencimento em 31 de janeiro;

  • 2ª parcela: vencimento em 28 de fevereiro;

  • 3ª parcela: vencimento em 31 de março;

  • 4ª parcela: vencimento em 30 de abril;

  • 5ª parcela: vencimento em 31 de maio.

 

Inscrição de pessoa física: 10% da anuidade, correspondem a R$ 48,37.

Segunda via do CIP: 4% da anuidade, correspondem a R$ 19,34.

Descontos nos novos inscritos (Resolução n.º 001/2012, § 6): 20% da anuidade, correspondem a R$ 96,74.

Clique aqui para acessar a tabela com todos os valores.

 

Ano corrente: Ao não realizar o pagamento até 31 de maio do ano vigente, a/o profissional torna-se devedora/devedor e sua dívida acumula multas e juros.

Anos anteriores: Se tem dívidas que somam até cinco vezes o valor da anuidade vigente, a/o profissional deverá entrar em contato com o CRP SP para negociar seus débitos, pelo e-mail [email protected]


Dívidas acima de cinco vezes o valor da anuidade vigente: Conforme a Lei n.º 12.514/2011, são encaminhadas à dívida ativa, seguindo para cobrança judicial. A/o profissional será notificada/o e poderá negociar sua situação por meio da Coordenadoria Jurídica do CRP SP, pelo e-mail [email protected].

 

Segundo a Lei n.º 5.766/1971, os valores de anuidade, taxas e emolumentos são decididos em Assembleia Geral por meio de votação das/os psicólogas/os presentes e em pleno gozo de seus direitos. De acordo com a Lei n.º 12.514/2011, o teto da anuidade e das taxas é definido pelo Conselho Federal de Psicologia.

Saiba sobre as deliberações da Assembleia Geral Ordinária que definiu a Anuidade de 2022.